Falecimento do Ex.mo Senhor Ten.Gen. Carlos Manuel de Azeredo Pinto Melo e Leme

 

Faleceu hoje, na sua casa no Porto, o Excelentíssimo Senhor Ten.General. Carlos Manuel de Azeredo Pinto Melo e Leme, Ilustre Presidente Honorário da Irmandade Militar de Nossa Senhora da Conceição.
Era casado com a Excelentíssima Senhora Dona Lúcia Josefina de Castro Girão e Pai dos Excelentíssimos Senhores D. Maria Cândida, Francisco Carlos, Carlos Manuel e João Baptista de Castro Girão de Azeredo Leme.
O seu corpo estará hoje em Câmara Ardente na Igreja do Cristo Rei, no Porto, onde amanhã, pelas 13.00 H. será rezada missa de Corpo Presente, seguindo o seu corpo para Lamego onde será sepultado em jazigo de família no Cemitério de Santa Cruz.
A Irmandade Militar de Nossa Senhora da Conceição mandará celebrar Missa por sua Alma, em data a anunciar, na Sé de Lamego.


NOTA BIOGRÁFICA
O Excelentíssimo Senhor General Carlos Manuel de Azeredo Pinto Melo e Leme, nasceu a 4 de Outubro de 1930, na Casa do Cabo (Fregueia de Várzea da Ovelha e Aliviada) no concelho de Marcos de Canaveses.

Frequentou a Escola do Exército, onde completou o curso para Arma de Cavalaria entre 1948 e 1952. Após o tirocínio para oficial foi colocado no Regimento dos Dragões de Entre Douro e Minho RC6, no Porto.

Casou em Ourém, Fátima, no Santuário de Fátima, a 11 de novembro de 1956 com a Excelentísssma Senhora D.Lúcia Josefina de Castro Girão (Lamego, 18.01.1931), Senhora da Casa dos Varais, em Cambres, Lamego, de quem tem uma filha e três filhos.

Cumpriu cinco comissões no Ultramar, duas no antigo Estado Português da Índia - onde foi prisioneiro de guerra das tropas indianas - uma em Cabinda e duas na Guiné.
Dirigiu o Planeamento e comandou a execução do movimento militar para o 25 de Abril no Norte de Portugal.

A 20 de fevereiro de 1975 foi o 96.º e último Governador Civil do Distrito Autónomo do Funchal. Foi Comandante da Região Militar do Norte e Chefe da Casa Militar do Presidente Mário Soares.

Condecorado com a Medalha Militar de Ouro de Serviços Distintos com Palma e com a Medalha Militar de 1.ª Classe da Cruz de Guerra.[1] A 10 de junho de 1991 foi agraciado com a Grã-Cruz da Ordem Militar de Avis e a 13 de fevereiro de 1996 foi agraciado com a Grã-Cruz da Ordem Militar de Cristo.

Frequentou no Instituto de Altos Estudos Militares o curso para o generalato e aí exerceu durante dois anos a docência.

Foi assessor militar do Primeiro Ministro Francisco Sá Carneiro, como brigadeiro, 2º comandante da Região Militar Norte, inspector para a arma de cavalaria e, já promovido a general, dirigiu a Arma de Cavalaria e a Região Militar Norte.

Chefiou a Casa Militar do Chefe de Estado Dr. Mário Soares até ao final do mandato presidencial.

Foi candidato à Presidência da Câmara Municipal do Porto nas eleições autárquicas de 1997 à frente de uma coligação entre o PSD e o CDS-PP, tendo sido derrotado por Fernando Gomes, exercendo o cargo de vereador durante os quatro anos do mandato.

Foi Presidente da Assembleia Municipal de Baião pelo PSD.

Além de várias punições por atitudes que achou dever tomar em relação a seus superiores, é condecorado com a Cruz de Guerra de 1ª Classe, duas medalhas de Serviços Distintos - Ouro e Prata com Palma - as Grã Cruzes das Ordens de Cristo e de Avis, do Império Britânico e outras.

Foi Comendador da Ordem de Nª Srª da Conceição de Vila Viçosa e da Legião de Honra, Cavaleiro de Honra e Devoção da Ordem de Malta e Presidente Honorário da Irmandade Militar de Nossa Senhora da Conceição.

Editou um livro sobre a sua vida "Trabalhos e Dias De Um Soldado Do Império". Publicou o livro "Invasão do Norte: 1809: a campanha do general Silveira contra o marechal Soult (Tribuna da História), 2004.

Em 26 de fevereiro deste ano 2021, o Presidente da República Marcelo Rebelo de Sousa atribuiu-lhe a condecoração de Grande-Oficial da Ordem da Liberdade.

Faleceu, na sua casa do Porto, em 19.08.2021.

Condecorações:
Grã-Cruz da Ordem Pro Merito Melitensi da Ordem Soberana e Militar Hospitalária de São João de Jerusalém, de Rodes e de Malta (11 de maio de 1989)
Grã-Cruz do Mérito com Estrela da Ordem do Mérito da República Federal da Alemanha (12 de julho de 1990) - Alemanha
Cavaleiro Grã-Cruz da Ordem do Mérito da República Italiana de Itália (18 de julho de 1990) - Itália
Grã-Cruz da Ordem do Mérito de Chipre (20 de dezembro de 1990) - Chipre
Cavaleiro Grã-Cruz da Pontifícia Ordem Equestre de São Gregório Magno do Vaticano ou da Santa Sé (14 de janeiro de 1991) - Vaticano
Grã-Cruz da Ordem Real da Estrela Polar da Suécia (22 de janeiro de 1991) - Suécia
Comendador da Ordem Nacional da Legião de Honra de França (28 de janeiro de 1991) - França
Grã-Cruz da Ordem do Leão da Finlândia da Finlândia (8 de março de 1991) - Finlândia
Grande-Oficial da Ordem do Mérito da Costa do Marfim (18 de março de 1991) - Costa do Marfim
Estrela de Mérito da Ordem da Estrela das Forças Armadas do Equador (22 de março de 1991) - Equador
Grã-Cruz da Ordem Militar de Avis de Portugal (10 de junho de 1991) - Portugal
Grã-Cruz da Ordem de Orange-Nassau da Holanda (26 de setembro de 1991) - Países Baixos
Grã-Cruz da Ordem de Ouissam Alaoui de Marrocos (6 de fevereiro de 1992) - Marrocos
Excelentíssimo Senhor Grã-Cruz com Distintivo Branco da Ordem do Mérito Militar de Espanha (27 de abril de 1992) - Espanha
Grã-Cruz da Ordem do Dannebrog da Dinamarca (18 de setembro de 1992) - Dinamarca
Grã-Cruz da Ordem de Bernardo O'Higgins do Chile (5 de março de 1993) -Chile
Grã-Cruz da Ordem da República da Tunísia (26 de outubro de 1993) - Tunísia
Grã-Cruz da Ordem do Tesouro da Felicidade Sagrada do Japão (19 de fevereiro de 1994) - Japão
Cavaleiro-Grã-Cruz Honorário da Excelentíssima Ordem do Império Britânico da Grã-Bretanha e Irlanda do Norte (5 de maio de 1994) - Reino Unido
Grã-Cruz da Ordem da República de Malta (3 de março de 1995) - Malta
Grã-Cruz da Ordem Militar de Cristo de Portugal (13 de fevereiro de 1996)
Grã-Cruz da Ordem de Rio Branco do Brasil (25 de julho de 1996)
Grande-Oficial da Ordem da Liberdade de Portugal (26 de fevereiro de 2021)